04-Layout de processo

Layout do Wal-Mart e da Amazon

Wal-Mart, maior varejista dos Estados Unidos, atrai clientes preocupados tanto com o serviço quanto com os preços baixos. Com corredores largos, estantes menos apertadas, áreas de estar para os clientes e mostruários atraentes, a loja se parece mais com uma loja de departamentos de alto nível do que com uma loja de descontos. Assim como nas lojas de departamentos de alto nível, os mostruários organizam produtos relacionados que estimulam as vendas de produtos relacionados. Diferentemente das lojas de departamento, a loja tem o mesmo preço baixo em todos os seus estabelecimentos. Muitos executivos do varejo consideram o Wal-Mart o líder em atenção aos detalhes de layout que ajudam a influenciar as atitudes dos compradores. A cadeia é perita em alcançar o equilíbrio necessário para convencer os clientes de que seus preços são baixos sem fazer as pessoas se sentirem que suas lojas são comuns.

Quanto a Amazon, por trás da arquitetura do site está a planta de sua grande loja: produtos organizados por departamentos em corredores, com caixas registradoras para o atendimento ao consumidor de forma imediata. 



  1. Identifique as principais vantagens do layout do Wal-Mart a Amazon.
  2. Quais critérios de desempenho você imagina que forma usados no projeto do layout?
  3. Quais implicações práticas e estratégicas desses layouts?

Planejamento de layout

Uma mudança de layout requer investimentos para a mudança estrutural de todo processo produtivo em busca de melhoria de atendimento ao cliente. Seja ele interno ou externo. O planejamento de layout envolve decisões em relação à disposição física de centros de atividade econômica. Os layouts não afetam apenas os processos de uma instalação, mas os processos relacionados em uma cadeia de valor como um todo, como por exemplo, o suprimento mais frequente direto nas linhas de produção ao invés do suprimento isolado e pontual em um setor de armazenamento. O modo como o layout é projetado afeta os custos de manuseio e movimentações de materiais, tempos de produção e a produtividade do trabalhador. Os planos de layout devem considerar quatro questões antes de tomar decisão em relação à disposição física:

  1. Quais centros de atividade incluir? Decisões devem incluir processos de forma a maximizar a produtividade.
  2. De quanto espaço e capacidade cada centro precisa? Espaço inadequado pode reduzir a produtividade e até mesmo gerar riscos de segurança. No entanto, espaço excessivo é desperdício, pode reduzir a produtividade e isolar os funcionários desnecessariamente.
  3. Como o espaço de cada centro deve ser configurado? Espaço, forma e elementos de um centro estão relacionados.
  4. Onde cada centro deve estar localizado? A localização pode afetar significativamente a produtividade. Funcionários devem interagir frequentemente uns com os outros para evitar tempo perdido com movimentações de um lado para o outro.

A empresa The Limited, Inc. uma varejista especializada em roupas com mais de 4.500 lojas nos Estados Unidos usa o layout e a aparência de suas lojas para combinar com a estratégia. A empresa tinha um ambiente voltado para adolescentes e mudou a aparência para uma boutique européia, para atrair clientes mais velhos. A empresa gastou milhões em uma aparência mais nova, como um palco para roupas esportivas modernas para mulheres, roupas íntimas, de banho, associadas a estilo de vida, incitando clientes a gastar mais tempo e pagar mais pela mercadoria. 

layout é bem diferente: coloridos e divertidos, com uma atmosfera alto astral. A iluminação inclui globos de luz feitos à mão com mosaicos coloridos de vidro.





Questões estratégicas

escolha do layout ajuda imensamente a comunicação dos planos de produto e prioridades competitivas de uma organização. O layout tem muitas implicações práticas e estratégicas. Alterar um layout pode afetar uma organização e como ela atinge suas prioridades de diferentes maneiras, como:

  1. aumentando a satisfação do cliente em uma loja de varejo
  2. facilitando o fluxo de materiais e informações
  3. aumentando a utilização eficiente de trabalho e equipamento
  4. reduzindo os riscos para os trabalhadores
  5. aumentando o ânimo dos funcionários
  6. melhorando a comunicação


tipo de operação determina os requisitos do layout. Por exemplo, em armazéns, os fluxos de materiais e os custos de operação de estoque são considerados predominantes. Em loja de varejos, os conforto dos clientes e as vendas podem predominar, enquanto que em um escritório, a efetividade da comunicação é o mais importante.


Tipos de layout

Por processo: Processos de linha com tarefas e fluxos de trabalho muito diferentes, com volumes baixos e personalização alta. Esse layout organiza recursos (funcionários) por função, em vez de por serviço ou produto. Nesse caso, os níveis de demanda são muito baixos ou imprevisíveis para que a gerência reserve recurso humanos e máquinas especificamente para um tipo de cliente ou linha de produto. As vantagens são que os centros são dispostos em uma sequencia, os recursos são de propósito geral e há mais flexibilidade para mudança no mix de produtos.

Por produto: Fluxos de trabalho e estações de operação são dispostos em uma sequência linear e tarefas são repetitivas, como um lava-rápido onde o cliente ou produto passa por um processo regular e contínuo seguindo uma linha reta ou em formato de U. O layout é frequentemente chamado de linha de produção. Esse layout conta com recursos de capital intensivo e recursos especializados. O tempo improdutivo é medido como setup ou manuseio de materiais. A decisão de onde localizar os centros produtivos é fácil porque as operações devem ocorrer em uma ordem determinada.


Híbridos: Layout que combina características de processo e produto. Algumas partes da instalação são dispostas em layout por processo e outras por layout por produto. Ocorrem onde tem instalações que têm tanto operações de fabricação como de montagem. Fabricação: Componentes são elaborados a partir de matéria prima e têm um fluxo desordenado. Montagem: Componentes são reunidos em produtos acabados e têm um fluxo por produto. Em células de automação flexível é adotado o layout híbrido.


Posição fixa: Layout onde o produto ou serviço é fixo. Funcionários vão ao local para fazer o trabalho. Exemplo: Construção civil, naval, montagem de locomotiva, construção de represas, reforma de alto-fornos.

 


Critérios de desempenho

Os critérios abaixo devem ser avaliados para determinar a estratégia de layout:

  1. satisfação do cliente
  2. nível de investimento de capital
  3. requisitos de manuseio de material
  4. facilidade de operação de estoque
  5. ambiente e clima de trabalho
  6. facilidade de manutenção de equipamento
  7. atitude dos funcionários e do cliente interno
  8. flexibilidade necessária 

Projeto de layout

O projeto de layout por processo envolve três passos: (i) coletar informações, (ii) desenvolver um plano geral e (iii) projetar o layout detalhado. 
Coletar informações requer (i) analisar requisitos de espaço por centro de operação (ii) analisar fatores de proximidade, como no exemplo abaixo:

 Departamento Área Necessária (m2)
 1-Administração 3500 
 2-Contabilidade 1600 
 3-Operação - Corte de chapas 7500 
 4-Operação - Tratamento superficial 5000 
 5-Operação - Montagem 12500 
 6-Operação - Acabamento 10000 
 7-Operação - Pintura 12000 
 8-Operação - Embalagem e expedição 7000 
 Total 59100


Fatores de proximidade: Critérios para julgamento qualitativo com peso de 01 a 10.
 Departamento 1
 1-Administração-10 
 2-Contabilidade  -
 3-Operação - Corte de chapas   -
 4-Operação - Tratamento superficial    -
 5-Operação - Montagem     -
 6-Operação - Acabamento      -10 
 7-Operação - Pintura       -
 8-Operação - Embalagem e expedição        -

Esses fatores de proximidade determinam os fator de localização relativa dos centros produtivos.

Balanceamento de linha