Blog‎ > ‎

Seis Sigmas

postado em 6 de mai de 2014 13:08 por João Flávio de Freitas Almeida   [ 11 de ago de 2015 04:43 atualizado‎(s)‎ ]

A abordagem Seis Sigmas é um sistema abrangente e flexível para se alcançar, sustentar e maximizar o êxito nos negócios por meio de defeitos e de variabilidade nos processos ao mínimo. É orientado por uma compreensão precisa da necessidade do cliente, pelo uso disciplinado de fatos, dados e análises estatísticas. Seu desenvolvimento é atribuído à Motorola à mais de 20 anos, para aumentar sua capacidade industrial no mercado mundial competitivo. 

A empresa começou pedindo novas idéias aos seus funcionários e fazendo benchmarking de seus concorrentes. Mudou a forma de recompensa aos funcionários, os treinamentos e foco em processos críticos. Os resultados impressionantes foram documentados e chamados de Seis-Sigmas. O modelo de melhorias segue a metodologia DMAAC Defina, Meça, Analise, Aperfeiçoe e Controle.

Defina: determine as características do output do processo que são críticas para a satisfação do cliente e identifique as lacunas entre essas características e a capabilidade do processo.

Meça: quantifique o trabalho que afeta a lacuna. Selecione o que medir, prepara um plano de coleta de dados.

Analise: use os dados das medidas para analisar o processo focalizando em melhoria incremental do processo ou no reprojeto radical do processo. Use ferramentas de análise de dados como: (i) diagrama de pareto, (ii) diagramas de dispersão, (iii) diagramas de causa-efeito, (iv)ferramentas de controle estatístico de processo para determinar onde as melhorias são necessárias.

Aperfeiçoe: modifique ou reprojete os métodos para satisfazer os novos objetivos de desempenho. Implemente as mudanças.

Controle: monitore o processo para certificar que são mantidos os níveis elevados de desempenho. Use as ferramentas de análise de dados como: (i) diagrama de Pareto, (ii) diagramas de dispersão, (iii) diagramas de causa-efeito, (iv)ferramentas de controle estatístico de processo.