Blog‎ > ‎

Modelagem de processos

postado em 28 de nov de 2012 04:45 por João Flávio de Freitas Almeida   [ 17 de abr de 2014 09:09 atualizado‎(s)‎ ]

Os processos talvez sejam o aspecto menos compreendido e administrado de um negócio. Pessoas talentosas, motivadas inseridas em processos falhos implica em perda de competitividade. Dessa forma, todo processo pode ser aperfeiçoado. Nós (as pessoas) aperfeiçoamos os processos. Não existe processo perfeito, existe processo em fase de reestruturação para melhoria.O processo de aperfeiçoamento, no entanto, embora não seja único pode seguir algumas diretrizes.


São elas: (e nessa sequencia)

  1. Simplificação do trabalho – Através de coleta de dados por listas de verificação, análise dos dados por gráficos de barra, pareto, gráficos de linha ou pizza.
  2. Implantação de técnicas qualitativas e quantitativas para previsão de demanda, cujos dados irão nortear toda programação da empresa em busca de controle de processos e gargalos. Estes, por sua vez irão determinar a capacidade de atendimento ou não da produção ou serviço em função do que foi previsto.
  3. Implementação de cartas de controle de qualidade, seja para o controle que variável ou atributo, produto ou serviço. Isso permite o aumento do controle da qualidade do processo e consequentemente do produto, além de inserir a cultura de controle e acompanhamento pelos integrantes da empresa.
  4. Uso de técnicas de otimização para determinar como configurar recursos (que já produzem com qualidade, como descrito acima). O uso otimizado de recursos permite com que os gargalos sejam descobertos. Análises de sensibilidade permite que alterações programadas sejam feitas visando o aumento de uso dos recursos e eliminação de desperdícios e capacidade ociosa.
  5. Uso de modelos integrados de simulação associados, por exemplo, às estratégias de manufatura enxuta por toda indústria ou empresa. Os modelos de simulação são usados em pesquisa operacional quando a quantidade de variáveis é muito grande e os tempos de operações não podem ser descritas por dados discretos, e sim, dados estocásticos (representados por curvas de distribuição de probabilidade). Dessa forma permite-se que a integração da operação seja feita por modelos de simulação visando sempre atender as estratégias de manufatura, ou serviço adotados.

Simulação em logística e mineração

Tudo isso permite que a o processo seja modelado e analisado, viabilizando, finalmente que a empresa obtenha a administração pela qualidade total, ao extrapolar as fronteiras de processos e implantar os passos descritos acima para auxiliar e integrar ao processo os outros departamentos da empresa, como departamento financeiro, recursos humanos, pesquisa e desenvolvimento, comercial, suprimentos, entre outros. A evolução desse processo permite que seja feita a gestão integrada de toda cadeia de suprimentos.