Blog‎ > ‎

Já pensou em buscar o mal desempenho?

postado em 15 de fev de 2013 14:06 por João Flávio de Freitas Almeida   [ 17 de abr de 2014 07:10 atualizado‎(s)‎ ]

Já ouviu falar em alguém que aspirou baixo desempenho? Ou alguma empresa que busca a cultura de normalidade? Provavelmente não. Ainda assim, as empresas atuam como se atingir alto desempenho fosse algo contrário ao desejo humano. Por isso é importante entender de desempenho e a gestão do ser humano pelas empresas. Esse artigo descreve a gestão e práticas organizacionais que alavancam o desempenho.

A determinação de metas ativa o profissional e o motiva a alcançá-las. Tal abordagem de motivação por recompensa sob stress controlado induz o profissional a aumentar sua concentração e foco na atividade fim. Como medir o desempenho se não há metas? As metas são pré-requisito para haver medição das atividades. A existência de um alvo faz o profissional aspirar por alcançá-lo. Focamos conscientemente quando percebemos a existência de um alvo que queremos alcançar. Temos mais satisfação quando vemos uma meta alcançada e ficamos mais motivados pelo o que ainda resta a ser feito.

No entanto, a motivação é uma estrutura complexa e diferenciada em cada indivíduo. Embora ambos profissionais tenham capacidade de atingir metas, alguns profissionais possuem a disposição à punição, ou seja, vêem as metas e as encaram com medo de não alcançá-las. Esses profissionais possuem emoções negativas como ansiedade e desconforto. Outros vêem como desafios a serem atingidos e se sentem bem ao buscá-las. Embora ambos os profissionais possam alcançar as metas, a motivação de cada profissional pode ficar abalada.Cabe à liderança entender as ansiedades intrínsecas que cada indivíduo de sua equipe: como cada um reage em relação aos desafios, estímulos, benefícios e reconhecimento no trabalho. 

O desempenho também está muito relacionado ao nosso estado mental e físico. Ele pode ser melhorado e impacta diretamente no desempenho profissional. Alimentação, sono e exercícios físicos são alavancas fisiológicas que ajudam a evitar distração e aumentar o desempenho cognitivo. Excesso de tarefas paralelas distraem a atenção e ajudam a comprometer o desempenho da memória impedindo o alto desempenho. 

O ambiente organizacional é influenciado diretamente pelo líder, que sem saber a dosagem ideal de motivação e recompensa, não consegue obter alto desempenho de sua equipe. O instrumento para obter o entendimento mútuo é o feedback. O pré-requisito para que ele ocorra é confiança e a honestidade mútua dos participantes. Elementos que contribuem para o alto desempenho do ambiente de trabalho incluem desafios, foco, equipe, apoio e autonomia. 

Modelos de liderança também evoluíram da liderança de situação (delegação, suporte e direção) para a liderança de transformação (influência idealizadora, motivação, inspiração, estimulação intelectual e consideração do indivíduo) e liderança emocional (auto-consciência, auto-regulação, habilidades sociais). Quando as pessoas trabalham com um líder que promove o reconhecimento e a recompensa, elas obtêm engajamento em um ambiente desafiador. Desempenhos ótimos podem ser alcançados.